Notícia

Pets e as regras da boa convivência

Compartilhar:
22/03/2018

Passear com o amigão de quatro patas na área comum do apartamento ou condomínio é tudo de bom. Mas é importante não deixar vestígios pelo caminho. Isso porque as caquinhas do cachorro (e também as dos gatos), além de não terem o odor mais agradável do mundo, ainda podem transmitir doenças para outros pets ou até crianças que tiverem contato com as fezes largadas pelo chão ou gramado.

Por isso, quem se encarrega de dar voltinhas com o bichinho pelo condomínio ou em outros espaços públicos deve se responsabilizar também por recolher as “lembranças” deixadas para trás e dar o devido destino para elas, na lixeira mais próxima.

O Villa Flora, por exemplo, é um bairro planejado, localizado em Votorantim e, além da harmonia arquitetônica e paisagística, destaca-se por uma gestão condominial atuante, que trabalha pelo bom convívio entre moradores. Para facilitar a vida dos moradores do estão espalhados pelas praças e pelos espaços comuns dos condomínios suportes com saquinhos destinados especialmente para esta tarefa.

Assim, mesmo quem se esquece de já sair de casa preparado, pode contar com a conveniência desses “cata-caca”.
Se todos ficarem atentos a este detalhe, não só as ruas ficam mais limpas e livres de contaminação, como são evitadas várias doenças e parasitoses capazes de prejudicar pessoas e animais.

Veja quais são algumas das principais doenças que podem ser causadas por fezes de animais.

Adenovirose – Causada por vírus, esta doença pode provocar danos no fígado e nos rins dos cães. As consequências podem ser convulsões, icterícia, sangramento de orifícios e, em casos mais extremos, até levar à morte.

Parvovirose – É uma doença muito temida, pois pode causar sintomas severos, como vômitos e diarréia e, em muitos casos, pode ser fatal. Costuma ser mais perigosa quando atinge filhotes.

Giardíase – Neste caso, um parasita infecta o trato gastrointestinal, provocando diarréia.

Coccida – Outro parasita causador da diarréia.

Teníase – É uma verminose e leva a sintomas como vômitos, diarréia e anemia.

Toxocaríase – Pode ocasionar cegueira, particularmente em crianças que entram em contato com fezes infectadas e, sem querer, levam os dedos à boca depois.

E-coli – Podem causar infecções do trato urinário em humanos, além de doenças como meningite, peritonite, mastite, septicemia, pneumonia. Se não for devidamente tratada, corre o risco de ser fatal.

Fontes: Portal do Dog / Splice Magazine ed. 43

Mais notícias